Início do cabeçalho do portal da UFERSA

Setor Pedagógico - PROGRAD

Apresentação/Legislação

27 de setembro de 2016. Visualizações: 204. Última modificação: 27/09/2016 14:25:03

 

fono1

  • Apresentação

É com grande satisfação que apresentamos esta página desenvolvida com o objetivo de esclarecer e prestar informações a cerca da Fonoaudiologia, principalmente sobre a Fonoaudiologia Educacional. A elaboração partiu da necessidade da comunidade acadêmica da UFERSA em conhecer o trabalho do profissional Fonoaudiólogo, onde trabalha e como atua. Dessa forma, utilizaremos este espaço para promover saúde e educação, partindo do pressuposto de informações específicas e especializadas no que se refere à comunicação humana, ao ensino e a aprendizagem. A partir de agora, a Fonoaudiologia da UFERSA disponibilizará desta página como guia de referência para divulgação de sua participação em ações, projetos e programas da universidade, além de servir como acesso a marcação de orientação e atendimento fonoaudiológico educacional individualizado para professores e alunos. Agradecemos a todos que contribuíram direta ou indiretamente para que esta página fosse criada, pois se trata de um espaço informativo, instrutivo e inclusivo, numa perspectiva de apreender conhecimentos e mudar comportamentos e atitudes, utilizando a educação como agente construtor de uma melhor qualidade de vida.

 

  • O que é Fonoaudiologia?

É a ciência da área da Saúde, que atua na promoção, prevenção, avaliação e diagnóstico, orientação, terapia (habilitação e reabilitação) e aperfeiçoamento dos aspectos fonoaudiológicos da função auditiva periférica e central, da função vestibular, da linguagem oral e escrita, da voz, da fluência, da articulação da fala e dos sistemas miofuncional, orofacial, cervical e de deglutição. Atua também nas áreas de ensino, pesquisa e gestão.

 

  • Onde o fonoaudiólogo atua?

– Unidades básicas de saúde,

– Ambulatórios de especialidades,

– Hospitais e maternidades,

– Consultórios,

– Clínicas,

– Home care,

– Domicílios,

– Asilos e casas de saúde,

– Creches e berçários,

– Escolas regulares e especiais,

Instituições de ensino superior,

– Empresas,

– Veículos de comunicação (rádio, TV e teatro), e

– Associações.

 

  • Quais as especialidades da Fonoaudiologia?

– Audiologia;

– Linguagem;

– Motricidade;fono3

– Voz;

– Saúde Coletiva;

– Disfagia;

Fonoaudiologia Educacional;

– Gerontologia;

– Fonoaudiologia Neurofuncional;

– Fonoaudiologia do Trabalho;

– Neuropsicologia.

 

  • Quais as atribuições do Fonoaudiólogo Educacional?

I – atuar no âmbito educacional, compondo a equipe escolar a fim de realizar avaliação e diagnóstico institucional de situações de ensino-aprendizagem relacionadas à sua área de conhecimento;

II – participar do planejamento educacional;

III – elaborar, acompanhar e executar projetos, programas e ações educacionais que contribuam para o desenvolvimento de habilidades e competências de educadores e educandos visando à otimização do processo ensino-aprendizagem;

IV – promover ações de educação dirigidas à população escolar nos diferentes ciclos de vida.

 

  • Quais as Competências do Fonoaudiólogo Educacional?

fono4

 

1- Área do Conhecimento: O profissional especialista em Fonoaudiologia Educacional deve conhecer as políticas de educação definidas em âmbito federal, estadual e municipal, bem como os programas, projetos e ações relacionadas ao processo de ensino-aprendizagem. Deve também atuar em parceria com os educadores visando contribuir para a promoção do desenvolvimento e da aprendizagem do escolar; melhoria da qualidade de ensino; aprimoramento das situações de comunicação oral e escrita; identificação de situações que possam dificultar o sucesso escolar e elaboração de programas que favoreçam e otimizem o processo de ensino-aprendizagem. Deve ter, ainda, conhecimento aprofundado da interrelação dos diversos aspectos fonoaudiológicos com os processos e métodos de aprendizagem no ensino regular e especial.

2- Função: Colaborar no processo de ensino-aprendizagem por meio de programas educacionais de aprimoramento das situações de comunicação oral e escrita; oferecer assessoria e consultoria educacional; atuar em gestão na área educacional; atuar em consonância com as políticas, programas e projetos educacionais públicos e privados vigentes.

3- Amplitude: Todas as esferas administrativas e autarquias educacionais voltadas à Educação Básica; Educação Especial; Educação Profissional e Tecnológica; Educação a Distância; Educação de Jovens e Adultos; Educação Superior e Pós-graduação.

 

  • E quanto a Educação Especial e/ou Inclusiva?

Sensibilizar e capacitar educandos, educadores e familiares para a utilização de estratégias comunicativas que possam favorecer a universalização do acesso ao ambiente escolar, o aprendizado e a inclusão escolar e social.

 

  • A Fonoaudiologia na UFERSA

O trabalho Fonoaudiológico na Universidade Federal Rural do Semi-Árido teve início no ano de 2010 quando foi destinada uma vaga para o profissional Fonoaudiólogo mediante concurso público. Este profissional é lotado na Pró-Reitoria de Graduação e exerce suas funções como Fonoaudiólogo Educacional, em consonância com o Núcleo Pedagógico no que consistem suas atribuições para o desenvolvimento das habilidades e competências dos docentes e discentes, visando à otimização do ensino e aprendizagem. Dessa forma, na atualidade, a universidade dispõe de (1) um Fonoaudiólogo no campus da UFERSA/Mossoró, tendo como processo produtivo que implica em:

– Participar do diagnóstico institucional a fim de identificar e caracterizar os problemas de aprendizagem tendo em vista a construção de estratégias pedagógicas para a superação e melhorias no processo de ensino–aprendizagem;

– Atuar de modo integrado à equipe escolar a fim de criar ambientes físicos favoráveis à comunicação humana e ao processo de ensino-aprendizagem;

– Desenvolver ações educativas, formativas e informativas com vistas à disseminação do conhecimento sobre a interface entre comunicação e aprendizagem para os diferentes atores envolvidos no processo de ensino-aprendizagem: gestores, equipes técnicas, professores, familiares e educandos, inclusive intermediando campanhas públicas ou programas intersetoriais que envolvam a otimização da comunicação e da aprendizagem no âmbito educacional;

– Desenvolver ações institucionais, que busquem a promoção, prevenção, diagnóstico e intervenção de forma integrada ao planejamento educacional, bem como realizar encaminhamentos extraescolares, a fim de criar condições favoráveis para o desenvolvimento e a aprendizagem;

– Participar das ações do Atendimento Educacional Especializado – AEE de acordo com as diretrizes específicas vigentes do Ministério da Educação;

– Orientar a equipe escolar para a identificação de fatores de riscos e alterações ocupacionais ligadas ao âmbito da fonoaudiologia;

– Participar da elaboração, execução e acompanhamento de projetos e propostas educacionais, contribuindo para a melhoria do processo de ensino-aprendizagem, a partir da aplicação de conhecimentos do campo fonoaudiológico;

– Desenvolver ações voltadas à consultoria e assessoria fonoaudiológica no âmbito educacional;

– Participar de Conselhos de Educação nas diferentes esferas governamentais;

– Processos de formação continuada de profissionais da educação;

– Realizar e divulgar pesquisas científicas que contribuam para o crescimento da educação e para a consolidação da atuação fonoaudiológica no âmbito educacional.

 

  • Legislação

Lei Federal nº 6.965, de 9 de dezembro e 1981. “Dispõe sobre a regulamentação da Profissão de Fonoaudiólogo, e determina outras providências.”

Resolução CFFª nº 309, de 01 de abril de 2005. “Dispõe sobre a atuação do Fonoaudiólogo na educação infantil, ensino fundamental, médio, especial e superior, e dá outras providências.“

Resolução CFFa nº 382, de 20 de março de 2010. “Dispõe sobre o reconhecimento das especialidades em Fonoaudiologia Escolar/Educacional e Disfagia pelo Conselho Federal de Fonoaudiologia, e dá outras providências.”

Resolução CFFa nº 387, de 18 de setembro de 2010. “Dispõe sobre as atribuições e competências do profissional especialista em Fonoaudiologia Educacional reconhecido pelo Conselho Federal de Fonoaudiologia, alterar a redação do artigo 1º da Resolução CFFa nº 382/2010, e dá outras providências.”